Anjo Loiro da Gávea

savioVendo o jogo ontem eu fiquei com saudade de alguns jogadores dos velhos tempos….e um deles foi o Sávio. O Anjo Loiro foi um dos últimos craques prata-da-casa autênticos que jogaram pelo Flamengo. Ponta-esquerda, rápido, habilidoso, franzino e que chegou até a ser comparado com Zico no início da carreira. Tudo bem que a galera forçava a barra na comparação…ninguém JAMAIS chegará aos pés do Zico – O maior de todos os tempos, mas o moleque era bom mesmo. Uma pena ele ter saído cedo do Flamengo e principalmente do jeito que foi….por ego ferido do Romário que não aceitava disputar as atenções com um garoto. Por essa e por outras que eu não aceito quando tratam Romário como ídolo. Ele foi sim um gênio da pequena área, mas ídolo? Nem de longe.

Hoje se fala muito que o Neymar cai-cai apanha um bocado, mas nada se compara ao que o Sávio sofreu. O cara foi o jogador que mais apanhou na história do Flamengo…quiçá do futebol brasileiro (salvo o Paulo Nunes que tomou uma bica do Edílson na final de um Campeonato Paulista depois de o Capetinha fazer umas embaixadas).

Sávio, o eterno Anjo Loiro. Digno de todo respeito e admiração que a torcida tem por ele, um dos meus ídolos de infância e que tenho um orgulho danado de dizer que eu o vi jogar e ser campeão brasileiro ao lado do Júnior, o Vovô Garoto e destaque do Tetra do Mais Amado em 1992.

Obrigado por tudo, garoto. E que um dia o Flamengo volte a criar craques como você.


SRN

Anúncios