Parabéns, Peixe.

romario-provoca-a-torcida-rival-apos-marcar-gol-pelo-flamengo-em-1997-1333055525598_1024x768Ontem foi aniversário do Romário, o gigante da pequena área e o post de hoje não poderia ser diferente. Ídolo? Não, não mesmo…bem longe disso até. Nunca ganhou nenhum título de expressão com o manto sagrado, mas vale a lembrança. Lembro de quando era mais novo e jogada futebol todo domingo, religiosamente, numa quadra perto de onde eu morava. Zico e Maradona são meus principais ídolos, mas na época o Romário era jogador do Flamengo. O cara era artilheiro, matador (aquele jogador que tá faltando no nosso elenco hoje em dia) e dentro da pequena área não tinha pra ninguém. Como esquecer daquele elástico que ele deu no Amaral, em 99, num Flamengo x Corinthians pelo Rio-São Paulo? Impossível. Deu saudade? Mate agora:

Vale lembrar que era matador, mas também era polêmico e preguiçoso. Tão preguiçoso que  o Tom Cavalcante gravou uma música imitando o Baixinho “…treinar pra quê se eu já sei o que fazer?…”. Não sabe que música é essa? Não sofra. Ouça aqui:

Pois bem. Antes de toda pelada eu assistia a uma fita que eu tinha com vários gols do Romário. Queria entrar no clima do futebol, me inspirar pra poder jogar bem….essa coisa toda de moleque. Claro que nunca adiantou de nada porque nunca fui atacante…sempre joguei como lateral (já falei isso aqui), mas era bom demais ver. Perdi a conta de quantas vezes eu assisti e rebobinei aquela fita…era realmente algo sensacional, bonito de ver.

Feliz aniversário atrasado, Peixe.

Com vocês: Romário, o rei do rio.

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:

Vamo que vamo.
SRN

Anúncios