De quatro é mais gostoso

vascojogoAntes da bola rolar ninguém dava nada pelo Mais Amado e já dava esse jogo como perdido…menos nós, claro. Perder pros Suicidas da Marquise? Claro que não. Impossível. E provamos isso no campo em um jogão. Um Flamengo x Eterno Vice que não vejo há tempos.
Desde o primeiro minuto o time mostrou que tava com vontade de partir pra cima e se firmar como líder do grupo e acabar com os 100% do eterno vice. E mostrou. Já no primeiro lance rolou um impedimento inexistente do Chicharito Hernane. Começou mal, hein, seu juíz? Mas tudo bem…ainda teríamos 89 minutos pra você se redimir e não errar mais.

O primeiro tempo foi exatamente o que eu esperava: Time pra frente, querendo jogo, buscando o gol….e conseguiu. Ibson deu um passe sensacional pro Rafinha dividir a bola com o goleiro bacalhau…a pelota sobrou pro Chicharito Hernane e….e….e? E gol, claro. É rede. Mais amado 1×0. Hernane oportunista…mandou bem ficando no lugar certo, na hora certa.
A jogada do segundo gol teve participação de meio time, mas o Ibson, Rafinha e Elias foram os nomes. Elias cruzou, Nixon meteu o peito na bola….e é rede.
Um minuto depois nós tomamos um gol num lance besta. A zaga deixou o Pedro Quem? livre pra cabecear. 2×1.  Mas tudo bem…o melhor ainda estava por vir.

No intervalo o Cléber Santana entrou no lugar do Nixon. No primeiro tempo o menino gastou todo o pouco que sabia sobre futebol. Depois de fazer uma linda jogada, o Formiga Atômica rolou a bola pra entrada da área. E o que o Cléber fez? Um golaço de arrepiar a alma, batendo de prima no ângulo direito do goleirinho lá. Golaço digno de ser visto e revisto várias vezes. 3×1 era o placar. Coisa linda. Gol pra ser visto e revisto várias vezes.

E aí veio o lance do jogo.

Rafinha, ou melhor, LIONEL RAFINHA pegou a bola e correu, correu, correu..levou multa por excesso de velocidade, tomou 7 pontos na carteira e fez o um golaço. Dedé tá procurando ele até agora….deve estar usando GPS, Google Maps. Se bobear vai até lá no Posto Ipiranga perguntar sobre ele.
Na boa, Dedé? Segue o Rafinha no twitter porque é único jeito, garoto. Toma ai:  @rafinha11lima
Depois desse golaço o Rafinha sentiu cãibra e precisou sair do jogo. Thomás entrou no lugar do Formiga Atômica.

Jogo já estava 4×1 e já tinha vascaíno querendo se jogar da marquise. Ah! Ainda não tinha ninguém querendo pular? Então estavam esperando mais um pouco. Sabe como é, né….gostam desse tipo de coisa.
SUICIDA222

O time do Suicida da Marquise foi lá e fez mais um gol na mais pura sorte. 4×2. Depois disso o jogo amornou e começou a ficar mais parado. Mais Amado tava cadenciando o jogo, controlando a bola e podia até ter feito mais um, mas deu azar. Mas okay…4×2 é um bom resultado.

Foi uma linda noite de quinta-feira. Ibshow e Lionel Rafinha foram os nomes do jogo. Elias também merece destaque. Jogou muito.
Hoje o Ibson foi aquele que a gente se acostumou a ver e tava esperando pra reencontrar desde a temporada passada. Saiu de campo aplaudido merecidamente. Tá vendo? É só jogar bola…só isso.

Flamengo foi pro campo com o mesmo time que enfrentou o Volta Redonda, mas mostrou a sua real capacidade e colocou o Vasco no seu devido lugar.
zoando-o-vasco-fregues-do-flamengo-cartao-cliente-vipFlamengo 100% e líder do grupo. Depois do jogo fiquei pensando no lado deles: Deve ser muito ruim levar uma surra dessa e não poder beber água pra relaxar e nem poder tomar banho pra esfriar a cabeça, né? Não sei…só acho.
Eu ia dar uma zoada nos vascaínos aqui, mas é melhor não. Vai que é doença, né?

Parafraseando o Galvão Bueno: Ganhar é bom demais, mas meter 4 no Vasco é melhor ainda.

SRN

Anúncios

Clássico dos Milhões

pracimaHoje é dia de jogo, dia Clássico dos Milhões e eu vos pergunto: COMO que a FERJ coloca um clássico desse porte às 19h30 de uma quinta-feira? Só podem estar de sacanagem com o torcedor. Essa galera tem que entender que clássico não pode ser nesse horário porque o transporte público carioca não funciona. Um dos principais meio de se chegar até o Engenhão é o trem, mas se o trem já não funciona normalmente…quem dirá em dia de clássico na hora do rush. Mas enfim…vai entender.

Independente do número de presentes na arquibancada – o que deve ser bem pouco -, hoje é dia de encontrar nosso maior freguês rival, dia de o time inteiro jogar bem….até o Ibson.
Vi que o Dorival ainda não confirmou a escalação pro jogo de hoje, mas dizem que a formação do time vai ser essa:
flavas
Entre Ibson e Cléber Santana? Eu iria de Ibson, mas aquele Ibson da primeira rodada e primeiro tempo contra o Madureira laiá laiááá e não aquele do ano passado inteiro e do último jogo contra o Peñarol do Sul do RJ. Se o Cléber Santana entrar a gente vai ter mais qualidade no passe e isso é inegável, mas acho que a gente perde um pouco na marcação por ele ser meio lento. Outras boas alternativas seriam a entrada do Luis Antônio ou do Renato Abreu.
Mais uma vez teremos que aturar o Nixon no ataque titular. Não dá…Nixon não dá. Sério. Inaceitável ver esse moleque usando o manto sagrado. Colocaria o Thomás, Adryan ou um cone no lugar dele, mas Nixon não rola.

Meu esquema seria aquele que disse que armaria no jogo contra o Volta Redonda. Amaral e Cáceres como volantes pra dar uma boa segurança e Elias e Ibson/Luis/Renato abertos pelas pontas. Rafinha Formiga Atômica vindo pelo meio como homem de ligação pra explorar a velocidade, Hernane dentro da área e Nixon vendendo pipoca na arquibancada.
Nossa zaga com Renato Desarmador e Gonzalez tá me dando segurança, mas aí temos o Léo Moura na lateral, ou seja, teremos um buraco pelo lado direito e prevejo muitas bolas nas costas do Léo. Acho que ele tem que ir logo pro meio do campo por não ter mais perna e pulmão pra subir e voltar o jogo todo. Ou então que vá só até o meio-campo…..e aí a gente teria que montar um esquema tático com um ponta aberto pela direita. Na esquerda nem seria necessário porque o João Paulo sobe e volta bem apesar de ter tomado umas bolas nas costas no último domingo. Tomara que o Dorival tenha resolvido isso.
Elias disse que gosta de clássicos e que se dá bem em partidas assim. Será que é hoje que ele faz o primeiro gol dele com o Manto Sagrado? Vamos ver..tô na torcida.

É isso, Nação. Hoje é dia de colocar o manto e cantar pro mundo inteiro a alegria de ser Rubro-Negro. Jantemos bacalhau.

E se o Vasco se comportar bem e nenhum vascaíno tentar se jogar da marquise…quem sabe a gente não deixa eles tomarem um pouco da nossa água, né?

SRN

Parabéns, Peixe.

romario-provoca-a-torcida-rival-apos-marcar-gol-pelo-flamengo-em-1997-1333055525598_1024x768Ontem foi aniversário do Romário, o gigante da pequena área e o post de hoje não poderia ser diferente. Ídolo? Não, não mesmo…bem longe disso até. Nunca ganhou nenhum título de expressão com o manto sagrado, mas vale a lembrança. Lembro de quando era mais novo e jogada futebol todo domingo, religiosamente, numa quadra perto de onde eu morava. Zico e Maradona são meus principais ídolos, mas na época o Romário era jogador do Flamengo. O cara era artilheiro, matador (aquele jogador que tá faltando no nosso elenco hoje em dia) e dentro da pequena área não tinha pra ninguém. Como esquecer daquele elástico que ele deu no Amaral, em 99, num Flamengo x Corinthians pelo Rio-São Paulo? Impossível. Deu saudade? Mate agora:

Vale lembrar que era matador, mas também era polêmico e preguiçoso. Tão preguiçoso que  o Tom Cavalcante gravou uma música imitando o Baixinho “…treinar pra quê se eu já sei o que fazer?…”. Não sabe que música é essa? Não sofra. Ouça aqui:

Pois bem. Antes de toda pelada eu assistia a uma fita que eu tinha com vários gols do Romário. Queria entrar no clima do futebol, me inspirar pra poder jogar bem….essa coisa toda de moleque. Claro que nunca adiantou de nada porque nunca fui atacante…sempre joguei como lateral (já falei isso aqui), mas era bom demais ver. Perdi a conta de quantas vezes eu assisti e rebobinei aquela fita…era realmente algo sensacional, bonito de ver.

Feliz aniversário atrasado, Peixe.

Com vocês: Romário, o rei do rio.

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:

Vamo que vamo.
SRN

Ary Vidal. 1935 – 2013

vidalOntem o Brasil perdeu um grande homem, um grande rubro-negro…e o post de hoje não poderia ser sobre nada além esse ilustre cidadão.
Ary Vidal, o técnico do vitorioso da Seleção Brasileira no Pan-Americano de 87, era rubro-negro fanático e diretor do basquete do Mais Amado.  Seu último interesse em vida foi ver o Mais Amado quebrando recorde na NBB ao vencer 17 partidas seguidas e garantir os 100% de aproveitamento no primeiro turno.

O post de hoje é apenas uma singela homenagem ao grande homem que foi o Sr. Ary Vidal, que amou o Flamengo e sempre honrou o manto.
Não tenho dúvida alguma de que agora ele estará sempre olhando por nós…onde quer que esteja.

Vá em paz, Ary e obrigado por tudo.

SRN

Peixe-Frito

peixefritoLeandro, o Peixe-Frito. Pra muitos o melhor lateral direito da história do Mais Amado e pra mim isso não poderia ser diferente. Nasci um ano antes de ele encerrar a carreira e não pude acompanhar a carreira dele, mas isso não me impediu de tê-lo como um grande ídolo, um dos maiores, já que fui muito bem educado pelo meu pai e cresci vendo vídeos do Mais Amado. Na minha pelada de fim de semana eu jogo de lateral justamente por conta do Peixe-Frito e do Vovô Garoto. Quer referências melhores que essas?

Leandro foi peça importantíssima na nossa geração de ouro, um dos principais responsáveis pelas conquistas do mundial de 81, e os títulos brasileiros de 82, 83 e 87. Peixe-Frito fez poucos gols, apenas 14, mas um deles merece destaque e é digno de ser chamado de inesquecível…mesmo por mim que não era nascido na época.
Foi em 85 contra o Fluminense. Aos 42 do segundo tempo o jogo estava empatado e o Flamengo teve uma falta no lado esquerdo. Andrade cobrou, a bola rebateu no meio da área e veio quicando até o meio da rua, Leandro pegou de primeira e soltou a bomba. Golaço indefensável. Bola entrando no ângulo e pra história.

Torço pelo dia em que teremos um lateral direito que vai chegar aos pés dele. Até lá só nos resta matar um pouco da saudade assistindo esse vídeo aqui:

Vida longa ao Peixe-Frito. Obrigado por tudo, Leandro.

Mengão sempre.
SRN

Aos 48 da segunda etapa

voltaAntes eu tava em dúvida do que seria mais difícil pra hoje: O calor ou o campo. E não foi nenhum dos dois porque difícil mesmo foi ver o Nixon em campo. Juro pelo Deus Galinho que ver esse garoto usando o manto com o número sagrado me dá raiva, muita raiva. Como ele conseguiu chegar ao time titular? Sério. Alguém me explica?

Partida de hoje foi bem melhor que a da última rodada. Time criou muita chance de gol, mas o problema é que não tinha ninguém pra colocar a bola pra dentro, poqure quando não é o Nixon furando feio dentro da pequena área, é o Hernane que, quando não fura, faz cagada pra deixar o Deivid com inveja. Hoje foi aquele dia pra gente ter certeza de que tá faltando um homem de área nesse elenco, mas tudo bem….saímos com 3 pontos e a liderança do grupo. Ainda não tá bom, mas foi melhor que empatar outra pelada.

Os estreantes Elias e João Paulo entraram com muita vontade de jogo. Gostei muito de ver o Elias buscando jogo, se apresentando no ataque, distribuindo bola e ajudando na marcação. Me deu muito mais segurança que o Rodolfo…fora que fez a bola rolar e não quis levar pra casa. E o que falar do João Paulo? Pra mim ele é titular já. Foi bem no apoio e na marcação. Mostrou personalidade e já ganhou meu respeito. Bom, se bem que no lugar do Ramon até um bonecão do posto ganharia meu respeito. Também tivemos o Ibson 2012 em campo. Hoje ele até que auxiliou um pouco na marcação, mas os passes….peloamordeZico. Como que ele consegue errar passe de dois metros? Fundamento básico, cara. O pior é que errava passe bobo e armava contra-ataque pro Peñarol do sul do RJ. Aí complica e depois fica #chatiado quando é criticado pela torcida e colocado na lista de transferência por ganhar muito e jogar pouco.

Outro ponto que merece ser citado aqui é a arbitragem ridícula do Sr. Rodrigo Nunes de Sá, o principal responsável pelo resultado do jogo. Pênalti não marcado, gol legal mal anulado….fora o fato de não ter expulsado um jogador que já tinha cartão e fez falta dura digna de cartão amarelo. Depois de todos os erros da arbitragem que eu entendi o motivo pelo qual o Rodrigo estava com uniforme igual ao do Volta Redonda. Fez total sentido.

O gol salvador veio aos 48 do segundo tempo. Chicharito Hernane dominou um foguete, chutou de qualquer jeito e foi no canto….indefensável. E olha que isso foi pouco depois de perder um gol feito, mas pelo menos fez. Não posso esquecer de falar do Rafinha Formiga Atômica. A cada jogo que passa o moleque mostra que tem potencial pra figurar o time principal. Já conhecia da base, mas gostei de ver que não mudou nada depois de subir pro profissional. Moleque de personalidade, parte pra cima, tem velocidade, bom toque de bola. Já mostrou que pode dar trabalho. O lance é aproveitar que ele tá bem e torcer pra que continue jogando assim o resto da temporada.

Agora é esperar pela próxima rodada. O próximo jogo é quinta-feira às 19h30 contra os Vices lá no Engenhão. Gostaria muito de saber quem foi o corno que colocou um clássico desse porte às 19h30 de uma quinta-feira. Sério. Essa FERJ só pode estar de sacanagem.
Bom, pra próxima rodada eu espero – sinceramente – que o Tio Dodô escale o time com dois grandes reforços: A ausência do Ramon e do Nixon.

Vamo que vamo.

SRN

Domingo reforçado

tresblogAmanhã quando o relógio bater 17h o Mais Amado estará encarando o calor de Bangu – O inferno na terra e entrará em campo pra enfrentar o Volta Redonda. A peleja é válida pela terceira rodada do Carioqueta, o campeonato climatizado pelo capeta. Se bem que nem sei o que é pior…se é o calor ou o campo, mas enfim.

No treino de ontem o Tio Dodô mostrou como será o time deste domingo e ficou claro que teremos um time reforçado. Ramon foi barrado e, sendo assim, João Paulo irá estrear na lateral esquerda. Isso é muito bom por dois motivos: 1- O time ganha vai ficar mais ofensivo pelo lado esquerdo, lado esse que tem sido pouco utilizado de forma positiva. 2- Ramon não vai estar no time. Quer coisa melhor que isso? Okay! Argumentarei: A ausência do Magal tatuado diminui absurdamente as jogadas sem propósito algum e a chance de terminarmos o jogo com um a menos. Melhorou?
Também contaremos com a estréia de Elias no lugar do Rodolfo, o que é outro ponto muito positivo. Não é nada, não é nada, mas temos a certeza de que a bola irá rolar mais e, consequentemente, iremos criar mais chances de gol. Rodolfo prende demais bola quase ao ponto de pegar e levar pra casa…e só. No jogo com o Madureira ele até teve um lapso de coletividade e deu aquele passe sensacional pro Ibson, mas parou aí.
Ibson é outro nome que figura a escalação titular. Se ele entrar jogando o que jogou contra o Quissamã e durante o primeiro tempo contra o Madureira…okay, mas se for o Ibson do ano passado, ou do segundo tempo contra o Madureira, aí teremos um problema bem sério podendo vir a prejudicar o time. Só nos resta esperar e torcer pra que ele jogue bem.

O ataque vai ser o mesmo das duas primeiras batalhas: Nixon Soneca, Chicharito Hernane e Rafinha, o Formiga Atômica. Assumo que não me empolgo muito com esse ataque. Até hoje não sei como o Nixon conseguiu vaga nesse time titular. Sério. Ainda mais usando a 10, a camisa usada pelo maior de todos. Acho que nosso ataque poderia ter o Hernane como homem de área e o Rafinha viria mais como homem de ligação, assim poderia aproveitar a qualidade e a velocidade do menino. Um esquema 4-2-3-1 seria bacana, eu acho. Pra não deixar o time muito vulnerável eu escalaria Cáceres e Amaral, lembrando que o Amaral tem mais velocidade que o paraguaio, podendo assim ajudar um pouco no apoio também.

O time do Dorival vai pro campo assim:

flamengovoltaredonda

Se eu fosse o treinador…montaria o time assim:

fla-volta-meuesquemaSim, coloquei o Ibson no meu time titular também e isso vai meio contra ao que tenho falado aqui, mas ele tem jogado bem esse ano (salvo aquele segundo tempo medíocre contra o Madureeeira laiá lailá). Renato Abreu e Luís Antônio também seriam uma opção pra essa vaga…então vocês estão livres pra tratar o Íbson como sendo um desses três. Eu faria alteração pro segundo tempo, mas isso dependeria muito do resultado do jogo…então prefiro nem falar sobre isso agora.

Bom, o importante é que amanhã é dia de vestir o manto, ligar a tv, sintonizar o rádio, preparar a cerveja e torcer, torcer muito. Amanhã é dia de ver se Elias e João Paulo vieram pra somar no campo ou subtrair no caixa. Tudo bem que vai ser a primeira chance dos dois, mas espero que aproveitem essa chance como se não houvesse amanha, como se fosse final de campeonato. Que entrem e façam a diferença.


Ontem saiu uma notícia falando que o Mattheus está sendo negociado com a Juventus da Itália. Nem ia comentar sobre isso hoje, mas comentarei É uma grande pena. Mesmo.
Mattheus é bom jogador. Lento, mas bom jogador, tem bom toque de bola e é mais de pensar nas jogadas. Gosto muito dele e acho que ele tem potencial pra chegar longe. É uma perda significativa….falando isso no médio e longo prazo. Só me resta desejar que o mini-Bebeto jogue bem por lá e que um dia volte com mais experiência pra Gávea. Aproveitando essa onda, deixo uma opinião: Acho que o Adryan poderia ser negociado por empréstimo de um ano – sem opção de compra – pra um time da segunda divisão do campeonato espanhol, alemão ou italiano. O moleque voltaria com mais experiência e, quem sabe assim, não mostre que ele é realmente tudo o que falaram no passado. Pra mim ele continua sendo supervalorizado demais, mas isso só o tempo irá dizer.

Bom…é isso.
Vamo que vamo.
SRN